C A- A A+

Rede Credenciada

  0800 703 4545Atendimento 24 horas

Centros de Lazer

Centros de Lazer

Conheça todos os nossos serviços
Veja Mais
Seguro de vida

Seguro de vida

Garanta tranquilidade e maior qualidade de vida a sua família
Veja Mais
Atualize seu cadastro

Atualize seu cadastro

Faça parte do novo sistema de gestão
Veja Mais
Boleto bancário

Boleto bancário

Imprima a segunda via do seu boleto bancário
Veja Mais
Rede de vantagens

Rede de vantagens

Descontos em estabelecimentos conveniados
Veja Mais
Pool de risco

Pool de risco

Reajuste de 10,61% para convênios até 30 beneficiários
Veja Mais

Notícias

  • 07/12/2016

    Assefaz parabeniza profissionais de fonoaudiologia, lembrados no dia 9 de dezembro Hoje é comemorado o Dia do Fonoaudiólogo. No mesmo 9 de dezembro de 1981 um decreto de lei reconheceu a profissão, criando também o conselho federal e os conselhos regionais de fonoaudiologia. Com atuação na área da medicina que cuida da comunicação humana, o fonoaudiólogo é responsável pelo cuidado, estudo e prevenção de todas as doenças e distúrbios da linguagem humana, por meio da audição, fala e escrita. Os especialistas também auxiliam no treino e aperfeiçoamento da voz humana. Por isso, são procurados constantemente por profissionais da área de comunicação, artistas, locutores e pessoas que desejam se comunicar de forma mais clara, com uma melhor dicção. A profissão de fonoaudiólogo tem amplo campo de atuação, realizando atividades de prevenção, diagnóstico e tratamentos, que podem ser desenvolvidas não somente em consultórios, mas também em escolas, empresas, teatros e em outras instituições que necessitam de profissional qualificado quando se refere à comunicação.
    Leia mais
  • 28/11/2016

    Dia Mundial de Luta contra a Aids Dia 1º de dezembro é lembrado para que o mundo se una para a conscientização sobre a Síndrome da Imunodeficiência Adquirida O vírus causador da Aids é o HIV, sigla em inglês do vírus da imunodeficiência humana. Ele ataca o sistema imunológico, responsável por defender o organismo de doenças. Entretanto, ter o HIV não significa ter Aids. Existem vários soropositivos que vivem anos sem apresentar sintomas e sem desenvolver a doença. De acordo  com o Departamento de DST, Aids e Hepatites Virais, como o HIV, vírus causador da Aids, está presente no sangue, sêmen, secreção vaginal e leite materno, a doença pode ser transmitida de várias formas: sexo sem camisinha - pode ser vaginal, anal ou oral; de mãe infectada para o filho durante a gestação, o parto ou a amamentação - também chamado de transmissão vertical; seringas contaminadas ou outros tipos de material perfurocortantes (como alicates, por exemplo). Quando ocorre a infecção pelo vírus causador da Aids, o sistema imunológico começa a ser atacado. Os primeiros sintomas são muito parecidos com os de uma gripe, como febre e mal-estar. Por isso, a maioria dos casos passa despercebido. Na dúvida, consulte o seu médico! A baixa imunidade permite o aparecimento de ‘‘doenças oportunistas’’ - por se aproveitarem da fraqueza do organismo. Com isso, atinge-se o estágio mais avançado da doença, a Aids. Os que chegam a essa fase, por não saber ou não seguir o tratamento indicado pelos médicos, podem sofrer com hepatites virais, tuberculose, pneumonia, toxoplasmose e alguns tipos de câncer. O acompanhamento médico da infecção pelo HIV é essencial, tanto para quem não apresenta sintomas, quanto para quem já demonstra algum sinal da doença e segue tratamento. A Fundação Assefaz se preocupa com você e fornece assistência médica. Não deixe de se cuidar. Nunca se esqueça de fazer exames de rotina e consultar regularmente o seu medico!
    Leia mais
  • 16/11/2016

    O dia 23 de novembro serve para lembrar a importância do diagnóstico precoce em crianças e adolescentes Hoje é celebrado o Dia Nacional de Combate ao Câncer Infantil, criado por lei em abril de 2008 para estimular ações educativas e preventivas relacionadas ao câncer infantil. De acordo com o Instituto Nacional de Câncer (Inca), entre 2016 e 2017 vão ocorrer, por ano, cerca de 12,6 mil novos casos da doença em crianças e adolescentes no Brasil. O câncer infantil corresponde a um grupo de diversas doenças que têm em comum a proliferação descontrolada de células anormais e que pode ocorrer em qualquer local do organismo. Os tumores mais frequentes na infância e na adolescência são as leucemias (que afetam os glóbulos brancos), os do sistema nervoso central e os linfomas (sistema linfático). Com o diagnóstico precoce em crianças e adolescentes, a doença tem até 80% de chances de cura. É importante ter atenção com os sintomas que vão e voltam. Se necessário, procure um médico. Vamos cuidar das nossas crianças.
    Leia mais