C A- A A+

Rede Credenciada

  0800 703 4545Atendimento 24 horas

Reembolso

Reembolso

Entenda como funciona o Reembolso
Veja Mais
Revista Assefaz

Revista Assefaz

Leia nossa Revista e conheça nossas atividades.
Veja Mais
Seguro de vida

Seguro de vida

Garanta tranquilidade e maior qualidade de vida a sua família
Veja Mais
Boleto bancário

Boleto bancário

Imprima a segunda via do seu boleto bancário
Veja Mais
Rede de vantagens

Rede de vantagens

Descontos em estabelecimentos conveniados
Veja Mais
Pool de risco

Pool de risco

Reajuste de 11,79% para convênios até 30 beneficiários
Veja Mais

Notícias

  • 11/08/2017

      O leite materno é um complexo fluído que fornece a quantidade de água e nutrientes necessários para o bebê. Contém proteínas, lipídeos e carboidratos que são absorvidos pelo organismo da criança.O colostro é o primeiro leite produzido pela mãe, entre o 1° e o 5° dia após o parto. É um líquido mais transparente ou amarelo, que é rico em proteínas. Também possui alta concentração de imunoglobulinas, o que faz com que tenha um papel de destaque para a imunidade do recém-nascido.O colostro transforma-se gradualmente no leite materno maduro. O amadurecimento costuma estar completo cerca de 15 dias após o nascimento. Ao longo da mamada o leite apresenta composição e aparência diferente: no início é mais aguado e ajuda a saciar a sede do bebê enquanto o leite do final da mamada, o chamado leite posterior é rico em gordura e possui mais calorias e nutrientes. Ambos os leites são fundamentais para a criança, desta maneira, é importante que o bebê esvazie o leite da mama a cada mamada para garantir a ingestão adequada dos nutrientes e a saciedade. A seguir alguns benefícios da amamentação para o bebê: 1. O leite materno é o alimento mais completo e equilibrado, pois atende a todas as necessidades de nutrientes e sais minerais da criança até os 6 meses de idade.2. Graças às suas propriedades, é de mais fácil digestão e melhora o funcionamento intestinal.3. Colabora para a formação do sistema imunológico do bebê, previne alergias e obesidade.4. A sucção ajuda no desenvolvimento da arcada dentária do bebê.5. Amamentação é um ganho para toda vida. Uma das primeiras vantagens do aleitamento para a mãe consiste em contribuir com a recuperação do tamanho normal do útero após o parto, diminuindo o risco de grandes perdas sanguíneas (hemorragia) no período pós parto.O aleitamento materno também ajuda a reduzir o peso da mãe e a minimizar o risco de desenvolver, no futuro, câncer de mama e de ovário, doenças cardiovasculares e diabetes.Durante o período de amamentação, o ideal é que a mãe mantenha uma dieta equilibrada, consumindo alimentos saudáveis de todos os grupos alimentares, como frutas, verduras e legumes, ingerindo bastante água, sucos e chás. Já o consumo excessivo de sal deve ser evitado.Com relação ao uso de medicamentos, é importante saber que muitas substâncias podem ser prejudiciais ao bebê. Antes de tomar qualquer remédio, é preciso consultar um médico, que fará a melhor indicação.Para continuar amamentando depois de retornar ao trabalho, o ideal é manter o estímulo à produção de leite. Uma boa alternativa é ordenhar o leite, fazendo a retirada manual ou utilizando uma bombinha de sucção. O leite extraído pode ser guardado na geladeira por 12 horas e no congelador ou freezer por até 15 dias. Contribuição da Enfermeira Auditora Mariana Guedes da Coordenação Nacional de Promoção e Prevenção (CNPP/GNS), sobre os benefícios da amamentação para o bebê e para mãe. Fonte:http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/saude_crianca_nutricao_aleitamento_alimentacao.pdf www.tuasaude.com  
    Leia mais
  • 09/08/2017

        Para a maioria o colesterol é um vilão, mas poucos sabem que ele é primordial para o bom funcionamento do organismo humano, pois participa tanto na conservação como na síntese das membranas celulares, é precursor na síntese da vitamina D e de hormônios esteroides (o que inclui hormônios sexuais), pode atuar como antioxidante, ajuda na fabricação da bílis e das vitaminas lipossolúveis (A, D, E e K). No entanto, para que o adequado funcionamento exista, os níveis devem estar dentro da normalidade; o excesso deposita-se nas paredes dos vasos sanguíneos ocasionando placas que podem levar a formação de trombos e consequentemente isquemias das regiões irrigadas por estes. Cerca de 70% do colesterol é fabricado pelo próprio organismo, enquanto 30% é adquirido na dieta. O fígado sintetiza aproximadamente de 20 a 25% de colesterol, diariamente.  O colesterol total circulante em nosso organismo é fracionado de acordo com a quantidade de lipoproteína que o carreia no sangue, assim, quanto maior quantidade dessa proteína e menor a de “gordura/colesterol”, maior será seu peso molecular, daí as siglas em inglês HDL (High Density Lipoprotein- alta densidade de lipoproteína); LDL (Low Density Lipoprotein-baixa densidade de lipoproteína) e VLDL (Very Low Density Lipoprotein-muito baixa densidade de lipoproteína. Dessa forma, o HDL é chamado de “colesterol bom”, uma vez que não permite o depósito de “gorduras”, impedindo a formação de placas de ateroma. Por outro lado o LDL, chamado “colesterol ruim” não possui essa propriedade, mas sim facilita a formação destas. Em grande parte da população quando o colesterol sanguíneo apresenta níveis elevados não há sintomas, ou seja é silencioso.  Por isso ele é considerado como o principal causador das doenças cardiovasculares como o infarto agudo do miocárdio e o acidente vascular cerebral isquêmico (derrame). Ambos são as doenças que mais matam no Brasil e no Mundo.  Por isso, no Dia Nacional de Combate ao Colesterol a Fundação Assefaz traz três dicas importantes para a prevenção deste problema. • Estabeleça uma dieta balanceada: evite frituras, alimentos processados e alimentos gordurosos. Consuma frutas e vegetais crus, alimentos ricos em fibra e peixes de água fria. • Exercite-se regularmente: crie uma rotina de atividades físicas, isso pode ajudar a perder peso e aumentar o HDL e diminuir o LDL.    
    Leia mais
  • 07/08/2017

      O segundo domingo de agosto é nacionalmente conhecido como Dia dos Pais. E para cada filho, seu pai tem uma importância impar. O amor, a proteção, os ensinamentos, as brincadeiras, as broncas e os conselhos. Cada Pai tem seu papel fundamental na vida de seu filho. E inspirada nesse amor sem fim que a Fundação Assefaz cuida de seus beneficiários, oferecendo serviços a fim de proporcionar bem estar e vida saudável para as famílias e assim garantir que momentos especiais entre pais e filhos se multipliquem. Para cada história e para todas as fases da vida, existe um serviço Assefaz.
    Leia mais