C A- A A+

Rede Credenciada

  0800 703 4545Atendimento 24 horas

Centros de Lazer

Centros de Lazer

Conheça todos os nossos serviços
Veja Mais
Seguro de vida

Seguro de vida

Garanta tranquilidade e maior qualidade de vida a sua família
Veja Mais
Atualize seu cadastro

Atualize seu cadastro

Faça parte do novo sistema de gestão
Veja Mais
Boleto bancário

Boleto bancário

Imprima a segunda via do seu boleto bancário
Veja Mais
Rede de vantagens

Rede de vantagens

Descontos em estabelecimentos conveniados
Veja Mais
Pool de risco

Pool de risco

Reajuste de 10,61% para convênios até 30 beneficiários
Veja Mais

Notícias

  • 30/05/2016

      A Assefaz comunica aos beneficiários da Região Metropolitana de Recife que hoje, 30 de maio de 2016, não prestará atendimento presencial na Gerência Estadual de Pernambuco, devido a ausência de comunicação ocasionada pelas fortes chuvas. Dúvidas ou outras informações consulte a Assefaz pela Central de Atendimento 24 horas: 0800 703 4545.
    Leia mais
  • 29/05/2016

    A data visa orientar os cidadãos sobre a importância do diagnóstico precoce no tratamento das doenças do aparelho digestivo, sensibilizando a população e os profissionais de saúde para a importância da correta interpretação dos sintomas e o rápido tratamento, além da adoção de um estilo de vida mais saudável, com uma alimentação equilibrada. Segundo a Organização Mundial de Gastroenterologia em média 20% da população mundial sofre de problemas intestinais. Desse número de pessoas, cerca de 90% não procuram um médico para ajudarem a solucionar o problema e acabam recorrendo a automedicação ou até existem aquelas que nada fazem para solução do problema. Os incômodos de pessoas que sofrem desse problema são inúmeros, desconforto intestinal, dores e inchaços abdominais, prisão de ventre, diarreia, entre outros. Algumas orientações são importantes para o bom funcionamento do aparelho digestivo como: a utilização de alimentos de auto valor nutricional e pouco calóricos, frutas, verduras, cereais, proteínas como peixe e frango; evitar o consumo em excesso de sal, gordura ou de alimentos com conservantes e defumados; mastigar bem os alimentos; fazer a ingestão de pelo menos 6 copos de água por dia; Caminhar pelo menos meia hora todos os dias; e evitar o estresse. A prevenção é o melhor caminho!
    Leia mais
  • 28/05/2016

    O dia internacional de luta pela saúde da mulher foi instituído pela Organização Mundial da Saúde (OMS) para conscientizar e apoiar países que muitas vezes têm uma grande parcela da população de mulheres que vivem sem apoio as mulheres. Com o objetivo de engajar toda a sociedade e proporcionar o desenvolvimento na área da saúde, esse dia age como uma forma de apoiar todas as mulheres do mundo, melhorando o sistema de saúde precário, reduzindo as mortes e garantindo o bem-estar das mulheres. A data marca também o Dia Nacional de Redução da Mortalidade Materna, sendo o principal objetivo chamar a atenção da sociedade brasileira para o problema das mortes maternas e ampliar o debate público sobre os direitos das mulheres. O objetivo é ter um dia de ação mundial para tornar visível um fenômeno da mortalidade materna considerado banal nas sociedades cuja cultura naturaliza a entrega da vida das mulheres em nome da maternidade. A morte materna é o óbito de uma mulher durante a gestação ou até 42 dias após o término da gestação, independentemente da duração ou da localização da gravidez. Estatísticas revelam que o número de mortes de mães é alto e a situação é preocupante principalmente entre as mulheres negras e aquelas que residem nas regiões Norte e Nordeste. Os índices, no entanto, não fornecem a real dimensão desta tragédia que destroça inúmeras vidas, pois, ainda, é baixa a declaração de morte materna no atestado de óbito.  As mulheres já são maioria no Brasil. Segundo o último censo do IBGE, elas representam 51% da população brasileira. Com o aumento da expectativa de vida delas, é ainda mais importante prestar atenção à saúde nas diferentes fases da vida. Nesse sentido, a Assefaz, como não poderia deixar de ser, marca presença nessa luta e reafirma seu compromisso em garantir o apoio à saúde das mulheres brasileiras.
    Leia mais